The Last Blade chega à Steam!

  • LastBlade_Steam_ss6
  • LastBlade_Steam_ss5
  • LastBlade_Steam_ss4
  • LastBlade_Steam_ss3
  • LastBlade_Steam_ss2
  • LastBlade_Steam_ss1
  • LastBlade_Steam

LastBlade_Steam

The Last Blade, jogo clássico que nasceu no Neo Geo em 7 de dezembro de 1997 e é responsável pelo meu nickname, finalmente chegou à Steam!

The Last Blade, ou Bakumatsu Rōman: Gekka no Kenshicomo é conhecido no Japão, é um jogo de luta “estilo samurai” da SNK, onde os guerreiros não se limitam a lutar com espadas, podendo usar até mesmo uma vara de pescar e tartarugas para vencer seus oponentes! Bakumatsu Rōman: Gekka no Kenshi, seu nome original, significa literalmente algo como “O Romance do Bakumatsu: O Espadachim do Luar”. Para os que ainda estão curiosos, Bakumatsu se refere aos últimos anos do período Edo, que corresponde ao final do Shogunato Tokugawa na história do Japão.

CenarioKaedeLB1

Cenário de Kaede.

Com gráficos feitos usando a bela pixel art, o jogo pode ser considerado muito bonito até nos dias de hoje, onde sua resolução original de tela já é considerada baixa. Particularmente eu considero ele uma obra prima tanto visual quanto musical, sem falar no seu incrível gameplay, onde o jogo também se destaca por trazer um sistema muito bem produzido e que possibilita a cada personagem  ser jogado ao menos de duas formas diferentes, através dos modos Power e Speed. O trailer de lançamento do jogo você confere abaixo:

Como curiosidade, The Last Blade foi o primeiro jogo onde Daisuke Ishiwatari*, criador de Guilty Gear, trabalhou. Além disso, muitos dos personagens foram inspirados no mangá/anime Rurouni Kenshin (conhecido no Brasil como Samurai X), pois o mangaká criador de Kenshin e companhia, Nobuhiro Watsuki, era um fã bem conhecido da série Samurai Shodown e os desenvolvedores quiseram fazer, por isso, uma  homenagem.

Em sua versão Steam, que pode ser adquirida por R$ 19,99 na loja virtual, contando desta vez também com modo online, ranking online e recompensas Steam, além dos modos padrão do jogo (Arcade/Story Mode, VS Mode e Training Mode). A empresa responsável pela portabilidade do jogo para Steam foi a DotEmu, a mesma responsável por portar os jogos da série Metal Slug para a plataforma.

 

*Atualização/errata: Um leitor, Vinícius Hassel, comentou que provavelmente o Daisuke que trabalhou em The Last Blade não seja o criador de Guilty Gear, mas outra pessoa. As fontes dele foram inicialmente estes 2 links (1, 2). Porém uma terceira fonte é mais convincente, tendo um texto totalmente em português que desmente que o Daisuke de The Last Blade seja o de Guilty Gear: o link em questão é este. Apesar de vários sites grandes, como Shoryuken, já terem citado o criador de Guilty Gear como um dos desenvolvedores por trás de The Last Blade, com esta nova informação estou mais propenso a acreditar que realmente foi um outro Daisuke.

 

Galeria

 

Fonte: Steam

Talvez você goste de ler...