Riot Games adquire Radiant Entertainment e Rising Thunder tem seu desenvolvimento cancelado

rising-thunder

A gigante Riot Games, de League of Legends, adquiriu a Radiant Entertainment, de Rising Thunder e Stonehearth.

Em um comunicado oficial a Radiant Entertainment esclareceu o ocorrido, através de Tom e Tony Cannon (que são também fundadores do Shoryuken), explicando que o desenvolvimento de Stonehearth vai continuar da mesma forma, enquanto o de Rising Thunder será encerrado e os servidores serão  permanentemente desligados para o jogo dia 18 de março.

A empresa esclareceu que eles estão muito empolgados, já que a equipe que esta trabalhando em Rising Thunder vai passar a trabalhar em um novo jogo (isso inclui Seth Killian, ex-funcionário da Capcom muito querido pela comunidade de jogos de luta). Não se sabe ainda se a Riot planeja aproveitar o jogo de luta da Radiant de alguma forma, usando personagens de seu jogo mais conhecido, League of Legends, por exemplo.

Muitas pessoas estão especulando que talvez apareça por aí um “League of Fighters” da vida, uma vez que a Riot adora jogos com mecânicas e comandos simples, quesitos nos quais Rising Thunder se destaca e encaixa perfeitamente. Se levarmos em conta que Rising Thunder implementa cooldowns nos golpes dos personagens, ele se torna um “alpha” perfeito se este for realmente o caso.

Para quem não acompanha League of Legends, ele é atualmente o game mais jogado no mundo. A empresa dona do jogo, Riot Games, tem a maior partes de suas ações pertencentes à Tencent, maior empresa de internet da China e responsável por Xuan Dou Zhi Wang, jogo que se parece muito com KOF e que teve como personagens convidados Terry e Benimaru da referida franquia.

Fontes: Radiant Entertainment, Riot Games

Talvez você goste de ler...