Estados Unidos dará resposta sobre petição que pede para que jogadores de eSports sejam reconhecidos como atletas

International2015Dota2

The International (Dota 2 – Imagem por Techspot)

A Casa Branca responderá em breve sobre a possibilidade de considerar competidores de jogos eletrônicos como atletas.

Uma petição feita no site oficial da Casa Branca atingiu a marca de 100 mil assinaturas e, com isso, ganhou o direito de ser respondida num prazo de até 60 dias pelo governo dos Estados Unidos. A petição pede que competidores de jogos eletrônicos (eSports) sejam reconhecidos como atletas e, com isso, possam se beneficiar do visto tipo P1-A, que é destinado à atletas que competem em “um nível internacionalmente reconhecido de performance”.

Tudo começou quando o jogador profissional de Super Smash Bros., William “Leffen” Hjelte,  teve seu visto negado em outubro do ano passado quando tentou o mesmo para competir no torneio The Big House 5. Após o ocorrido ele teve novamente seu visto negado em abril deste ano por não se encaixar nos requisitos do visto P1-A (por ser considerado do Team SoloMid e por este fato precisar de um outro tipo de visto) para só então, após uma nova tentativa, conseguir o visto que garantirá sua presença nos eventos CEO (junho) e EVO (julho). No mês passado a equipe do jogador, a Team SoloMid e a Red Bull iniciaram uma campanha que ficou conhecida como #FreeLeffen que, teve dois “surtos” de assinaturas para atingir seu objetivo: um no início da campanha e outro recentemente devido ao pessoal do Reddit (r/GlobalOffensive, r/Dota2r/StreetFighter entre outros).

evo_

Evo (imagem por Arcadesushi)

No Brasil temos vários exemplos de jogadores profissionais que tiveram seus vistos negados uma ou mais vezes, dos quais facilmente me lembro de nomes como Kleber Yagami, Breno Fighters, Chuchu, Keoma, e certamente não estou citando muitos outros aqui.  Com o preço do dólar alto fica cada dia mais difícil arriscar uma tentativa de visto e, caso os competidores de jogos eletrônicos possam ser considerados como atletas (e com isso receber o P1-A), a situação dos nossos jogadores melhoraria consideravelmente.

A resposta da Casa Branca sobre a petição virá em algum momento antes do final de julho e poderá ser favorável ou não.

Fonte: DailyDot via White House, Techspot, Arcadesushi

Talvez você goste de ler...