Entrevista com Xiaohai mostra visão bem interessante do jogador sobre a competição em torneios

xiaohai_scr2016

El Animal (Esquerda), Xiaohai (Centro), Reynald (Direita). Foto por www.floko.tv

Durante a época do Canada Cup, há poucos dias, o jogador profissional Xiaohai, atualmente mais conhecido por seus resultados em competições de alto nível nas séries The King of Fighters e Street Fighter, concedeu uma entrevista à Corey “Missing Person” Lanier e Hulk-Jen, do Shoryuken. Nesta matéria eu vou traduzir, com as devidas adaptações, esta entrevista que se mostrou bem interessante, principalmente por mostrar o ponto de vista do jogador em relação à outros profissionais durante competições e como ele encara o ambiente competitivo de torneios de alto nível, dando até dicas de comportamento durante as partidas.

Missing Person: Você está indo realmente bem este ano. Esta é sua melhor temporada até agora. A que você atribui seu sucesso?

Xiaohai: Eu venho utilizando muito bem todas as vantagens e habilidades da Cammy [Street Fighter V]. Eu também gasto mais tempo pesquisando os melhores jogadores, como Daigo, Infiltration, Momochi, sobre seus personagens e como eles se comportam. Há vezes nas quais eles não jogam excepcionalmente bem, mas quando jogadores de baixo nível os enfrentam eles ficam receosos.

Missing Person: Então atualmente você está agindo diferente do seu normal quando joga?

Xiaohai: Não é meu comportamento ou atitude que mudou, mas como eu jogo contra jogadores que são afetados por jogar contra top players. Quando jogadores “não top” jogam contra nós, eles ficam em situações onde eles se sentem receosos ou encurralados. Nesse ponto você tem que maximizar seu espaçamento adequado, isolar os erros que as pessoas geralmente cometem e capitalizar em cima destes. Quando estes jogadores enfrentam top players, eles se sentem pressionados a serem agressivos pois se sentem sufocados por esses jogadores. Quando você fica desse jeito acaba abrindo mais espaço para erros e movimentos erráticos, dos quais os profissionais vão saber se aproveitar. O que eu estou tentando fazer é colocar as pessoas nessa situação, na qual eles se sentem sufocados e pressionados a fazer alguma coisa e então aproveitar-me das oportunidades que eles me darão.

Missing Person: Você está atualmente se mostrando incrível em Street Fighter V. The King of Fighters XIV acabou de ser lançado e você também está se saindo bem nele. Como você se sente sobre este novo KOF?

Xiaohai: Isso é normal para mim. Eu não acho que seja melhor que o The King of Fighters XIII, pessoalmente.

Missing Person: Então, se fosse para escolher, você preferiria jogar KOF XIII ao XIV?

Xiaohai: Eu amo The King of Fighters XIII. O novo jogo [KOF XIV] passa a sensação de que, se você leva um hit, você leva também um combo e alguém morre. No XIII tenho a sensação de que tenho mais espaço para mix-ups, resets e combos, logo você tem que realmente ler seus oponentes. Além disso o XIII é mais rápido que o XIV, e eu também gosto disso.

Missing Person: Semanas atrás você jogou no SoCal regionals e ganhou tanto The King of Fighters XIV quanto Street Fighter V. Eu queria falar sobre estas duas grandes finais, que nos entretiveram bastante.Primeiro vamos falar sobre Reynald e KOF. Ele te jogou na losers bracket [chave dos perdedores, onde quem perder novamente sai de torneios de eliminação dupla]. Quais foram os ajustes que você fez que te levaram a destruir Reynald na grande final?

Xiaohai: Eu treinei com um amigo que, basicamente, me ensinou como contra-atacar a Mian depois de eu ter sido derrotado na winners bracket [chave dos vencedores em um torneio de eliminação dupla, onde quem ainda não perdeu confrontos permanece]. Eu já sabia como derrotar os outros personagens, o grande problema era realmente a Mian. Ela colocou pressão em mim com seu dive kick, mas com prática eu me liguei que defender o golpe não afetaria tanto assim meu personagem quanto eu inicialmente achava. A razão para isso é que minha barra de defesa se recarregava mais rapidamente do que Reynald conseguia drená-la usando dive kicks. Ele estava crescendo em cima de mim por eu não saber disso. Então, assim que eu soube que minha barra de defesa estava a salvo, eu pude defender-me sem me preocupar e esperar que ele cometesse erros para que eu pudesse puni-lo.

xiaohai_reynald

Xiaohai vs Reynald no SoCal Regionals 2016

Missing Person: Você foi afetado de alguma forma quando Reynald trocou seu âncora [personagem que fica por último] para o Chin?

Xiaohai: Depois de um round enfrentando ele eu fui capaz de “fazer o download” e dissecar seu Chin bem rapidamente.

Missing Person: Em Street Fighter V, Haitani conseguiu resetar* em cima de você mesmo tendo sido derrotado tão facilmente na final da winner bracket. Como isso aconteceu? [*resetar é quando, na grande final de um torneio de eliminação dupla, o jogador que veio da losers bracket consegue vencer um confronto contra o jogador que estava na winners bracket, deixando ambos na losers bracket numa situação onde quem vencer o próximo confronto, uma melhor de 5 por exemplo, também vence o torneio].

Xiaohai: O motivo foi que eu estava do lado da winners bracket na grande final e isso me deixou relaxado e sem levar o confronto a sério como eu deveria. Eu não me senti pressionado ou tentado a atacar da mesma forma que na primeira vez que nos enfrentamos. Então, no primeiro set [confronto, melhor de x partidas] ele mudou seu jeito de avançar e atacar e eu condicionei ele a isso no fim das contas. Então, depois do reset, eu fiz Haitani relembrar com se aproximar e então mudei meu jeito de reagir, contra-atacando tudo que eu havia condicionado ele a fazer. Ele pensou que o que ele estava fazendo era seguro e não era. Ele estava usando meaties¹ todo o tempo e eu simplesmente usei meu reversal² .meaty é um ataque feito antes do oponente levantar, acertando no finalzinho do golpe e dando alguns frames de vantagem ao atacante quando isso acontece] [² reversal é um ataque feito no primeiro frame possível após seu personagem se recuperar (poder retornar à posição neutra) de uma situação na qual não poderia atacar, por exemplo após uma queda]

Missing Person: Você é atualmente um dos primeiros no ranking mundial de Street Fighter V. Isso mudou seu jeito de pensar de alguma forma, já que todo mundo agora espera grande coisas de você?

Xiaohai: Eu agora estou mais focado no que eu ainda posso fazer melhor, e também em jogos psicológicos que rolam em partidas de alto nível.

Missing Person: Contra quem você  quer jogar no Canada Cup e quem você quer evitar nas chaves?

Xiaohai: Eu estou preparado para enfrentar qualquer um neste ponto.

Missing Person: Nem mesmo Infiltration, que está acima de você no ranking?

Xiaohai: Para mim é somente treinamento. Eu não estou preocupado. Muitas pessoas pensam que Infiltration está caindo nos rankings e eu concordo. Eles sabem como jogar contra ele nesta altura dos acontecimentos. O fato é que, na EVO e na maior parte dos eventos, o pessoal jogava lado a lado e ele podia ver o que os outros jogadores faziam quando olhava seus controles. Quando eu olhei ele jogando no torneio de times em um setup¹ frente a frente (“linkado”), ele não podia contar com esse tipo de informação pois não estava lá. Quando isso acontece Infiltration simplesmente se quebra (sofre). setup nesse caso é o conjunto TVs/monitores + video game + jogo+controles].

xiaohai_haitani

Xiaohai vs Haitani no SoCal Regionals 2016

Missing Person: Isso é verdade, pois no Street Fighter V Crash ele sofreu, mas se saiu bem na EVO. Esse formato afeta você de algum modo? Você se vê olhando os controles dos outros ou você joga as partidas como se estivesse sempre frente a frente?

Xiaohai: Eu tenho uma grande vantagem jogando frente a frente, pois eu posso fazer ataques que outros jogadores não podem antecipar pois não podem ver minhas ações. Se eu estivesse lado a lado, eu ainda poderia fazer esses movimentos, mas por eles poderem ver meu controle e saber o que eu estou tentando fazer, isso os dá tempo para reagir.

Missing Person: Então obviamente você prefere jogar frente a frente.

Xiaohai: Definitivamente. Além disso eu cresci jogado assim nos arcades da China, então eu estou acostumado comparado com outros jogadores que não tiveram essa luxúria. Logo, nos grandes torneios da China, as partidas são jogadas lado a lado, que é a forma a qual estou acostumado.

Missing Person: Como você acha que estão suas chances no Canada Cup este ano?

Xiaohai: Eu sinto como se fosse “50/50” neste ponto.

Missing Person: Eu pessoalmente acho que você está muito bem.

Xiaohai: Sim, alguém me mostrou seu artigo antes. É muito longo e meu inglês não é bom o suficiente para entender tudo, mas eu achei você bem otimista.

Missing Person: Você começou no KOF ’98 ganhando o Super Battle Opera em 2007. Qual é o sentimento sabendo que você é um dos primeiros, senão o primeiro, estrangeiro a vencer esse evento lá?

Xiaohai: Eu estava me desfazendo de tão nervoso e isso fez com que fosse difícil dar meu melhor. Na maioria dos eventos o torneio é de eliminação dupla, o que me dá tempo para ajustes. Mas lá era só um jogo e em eliminação simples [perdeu = sai], eu tendo que vencer contra jogadores que eu nunca tinha enfrentado ou ir para casa. Então, sob esta pressão, é muito difícil competir dando o meu melhor, então eu estava muito nervoso enquanto tentava levar o título para casa.

Missing Person: Como você se sente sobre os novos jogadores chineses na cena? Temos Abao, Weili e Jiewa se mostrando e se saindo bem. Você acha que a China é o futuro para os jogos de luta?

Xiaohai: Se eles puderem ir em mais eventos e jogar com o máximo de jogadores possível vai ser muito bom para eles competitivamente. Até para mim, que quando eu voltei para a China depois do SoCal Regionals, não pude praticar desde aquela época. Mesmo eu não tendo a chance de treinar direito, eu gosto de aproveitar o tempo que tenho para treinar de maneira inteligente.

Missing Person: Você pensa que jogar contra jogadores de alto nível te mantém em forma, sabendo que você sempre será capaz de jogar em alto nível?

Xiaohai: Não necessariamente mantendo minhas habilidades, uma vez que elas se mantém as mesmas uma vez que você aprende. É mais para manter a mentalidade que me faz pensar melhor que meus oponentes. Uma das coisas mais importantes que eu aprendi sobre o Street Fighter V é que o importante não é nem o quão agressivo você possa ser, mas também ter uma mente defensiva e saber quando defender e quando contra atacar. Não somente isso, mas tentar sempre obter o máximo de dano possível sempre. Eu não consigo enfatizar o suficiente o quão a maior parte dos jogadores sente a necessidade de atacar por se sentirem como se, caso não ataquem, vão ser atingidos. Mas, em última instância, essa mentalidade leva a maioria deles à derrota.

Missing Person: Você sente que essa mentalidade se fortalece por fazê-los tentar se provar contra jogadores de alto nível através de um estilo de jogo totalmente agressivo?

Xiaohai: Nem tanto, eu meramente acho que eles sentem que se não atacarem então vão ser acertados e isso leva eles a serem agressivos em situações estúpidas. É como Sun Tzu diz no livro “A Arte da Guerra“. Ele não recua e então o oponente ataca. Ele ataca e pressiona o oponente de tal forma que ele sente como se devesse atacar. Então ele tira vantagem do desespero do inimigo.

 

 

Fonte: Shoryuken, Floko.Tv

Talvez você goste de ler...